A história por trás do Murph: um dos treinos mais desafiadores do CrossFit



Quem faz CrossFit já sabe: dezembro é o mês do Murph, um dos mais desafiadores e tradicionais da modalidade, e consiste em: 1,6km de corrida, 100 pull-ups, 200 push-ups, 300 air squats e mais 1,6km de corrida. E tudo isso no menor tempo possível, ou seja, abaixo dos 40 minutos. É atleta de performance? Então além de tudo isso, é necessário o uso do colete com 7kg para mulheres e 10kg para os homens.


Ok, já sabemos que o treino é difícil, mas é preciso saber também que esse Hero WOD é em memória a Michael Murphy, tenente da Marinha dos EUA que foi morto na guerra do Afeganistão, em 2005, quando liderava a Operação Red Wings.


A operação foi lançada para matar ou capturar o líder do Talibã Ahmad Shah, que conseguiu se infiltrar onde os terroristas se encontravam, porém, os locais avisaram sobre a presença deles, o que resultou numa caçada aos 4 integrantes da operação. Após horas de combate, o tenente Murphy literalmente deu a sua vida para salvar a equipe, se expondo aos tiros do inimigo para que o restante da equipe pudesse conseguir sinal de rádio e assim pedir o resgate. Todo seu sacrifício foi em vão: o helicóptero foi abatido e todos perderam a vida, com exceção de Marcus Luttrell, que conseguiu escapar ao ser escondido por moradores locais até a chegada do resgate.


A história da operação Red Wings foi retratada no filme “O Grande Herói”.

Featured Posts
Posts em breve
Fique ligado...
Recent Posts